Nutrição

Especificamente em relação aos aspectos nutricionais, os indivíduos com TA apresentam comportamentos alimentares disfuncionais, entre os quais restrição alimentar, presença de episódios de compulsão alimentar e comportamentos compensatórios (por exemplo, autoindução de vômitos, uso de laxantes, diuréticos ou outros medicamentos, jejum e prática de atividade física excessiva). Verifica-se uma relação conturbada com os alimentos, influenciando negativamente o consumo energético e de nutrientes. Outras características desses transtornos são a presença de pensamentos distorcidos e preocupação excessiva com a alimentação, sensação de raiva e culpa ao comer e, consequentemente, seus efeitos sobre o peso e a forma corporal. A compulsão alimentar é um comportamento disfuncional, fundamental para o diagnóstico dos TA e de difícil avaliação.

Avaliação Inicial
A avaliação nutricional nos TA visa à identificação de sintomas e comportamentos alimentares relacionados a essas condições clínicas. O nutricionista deve realizar avaliação das medidas de peso, altura, pregas cutâneas e cálculo do índice de massa corporal (IMC), do comportamento alimentar e, dos exames bioquímicos.

A avaliação dietética deve fornecer informações sobre o padrão alimentar, atitudes relacionadas à alimentação, peso e forma corporal. Adicionalmente, deve-se esclarecer aspectos inerentes ao comportamento alimentar dos pacientes, como história alimentar, caracterização de episódios de compulsão alimentar e métodos compensatórios (tipo e frequência), proibições, aversões e preferências alimentares (prévias e posteriores ao início dos TA). A correta identificação de tais características é um fator importante na avaliação nutricional de indivíduos.

Avaliação Inicial
Avaliação Inicial
Saiba mais

Psiquiatria
Psiquiatria
Saiba mais

Psicoterapia
Psicoterapia
Saiba mais

Nutrição
Medicina Clínica
Saiba mais